Sábado, 28 de Maio de 2022
°

-

Geral Piauí

Mais de meio milhão de piauienses já tomaram a dose de reforço contra a Covid-19

Segundo os dados do Vacinômetro, 550.063 pessoas receberam o imunizante até esta sexta-feira (28)

28/01/2022 às 14h35
Por: Toinho Alves Fonte: Secom Piauí
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

O Piauí já registrou a aplicação de mais de quinhentas mil doses de reforço (DR) contra a Covid-19. Segundo os dados do Vacinômetro, 550.063 pessoas receberam o imunizante até esta sexta-feira (28). Como o sistema nacional ainda apresenta inconsistências, o número deve ser maior.

O número total de vacinas aplicadas contra a Covid-19, no Estado, já passa de 5.834.669, incluindo 2.764.678  (primeira aplicação -D1) e 2.519.928, segunda dose (D2) ou dose única (DU).

“Precisamos que a população se conscientize da importância dessa vacina para superarmos a pandemia. Temos doses de reforço que já foram distribuídas aos municípios e ainda não foram aplicadas. É preciso que os piauienses, respeitando o intervalo adequado, procurem tomar a dose de reforço o mais rápido possível”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

“Pedimos para que aquelas pessoas que tiverem tomado a segunda dose da vacina há quatro meses, procurem uma unidade de saúde do seu município e agendem sua imunização. A dose de reforço é uma proteção extra contra esse vírus que já matou 7.361 piauienses”, ressaltou o gestor.

Segundo o Vacinômetro, mais da metade do número de doses de reforço aplicadas até agora corresponde à população acima de 40 anos. Atualmente, a dose de reforço pode ser aplicada em pessoas acima de 18 anos, dependendo dos calendários municipais.

A dose de reforço deve ser feita com o imunizante da Pfizer, independente dos imunizantes usados nas duas primeiras doses . Já nos casos em que a primeira dose foi a dose única, recomenda-se a aplicação da DR com o imunizante da Janssen, após dois meses da primeira aplicação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias